Relembre 10 vilões memoráveis dos games

20130723015533

Toda boa história possui um vilão, alguma pessoa que represente um obstáculo no objetivo do personagem principal. Ele é o desafio necessário para que o herói se sobressaia e que o jogador se satisfaça com sua jornada. Sem eles, não há jogo.

E uma boa história, em geral, possui um excelente vilão, mas alguns deles se destacam por diversos outros motivos.

Relembramos alguns dos antagonistas mais memoráveis do mundo dos games abaixo. Confira:

GLaDOS (Portal 1 e 2)

20130723015123

Uma voz robótica e simpática acorda a protagonista de um sono forçado. Prestativa, soa quase amiga e os experimentos conduzidos por ela quase inofensivos. De repente, seu tom de voz começa a mudar e, a cada fase, vai ficando mais assustador e ostentando um humor impessoal e sádico que gera apenas um pensamento no jogador: “Preciso sair daqui!”

Some-se a isso a jogabilidade única de Portal, os confrontos inteligentes, além de toda a participação de GLaDOS durante a segunda edição da franquia, quando a robô se torna mais “humana” e profunda, e temos uma das vilãs mais criativas e carismáticas dos videogames.

Psycho Mantis (Metal Gear Solid)

20130723015402

Quem acompanhou a evolução dos videogames desde o Atari até a época do primeiro Playstation certamente viu muitas inovações tecnológicas, mas nada como foi apresentado em Metal Gear Solid, quando a tecnologia do console passou a ser utilizada também na trama do jogo, por meio do vilão Psycho Mantis.

Utilizando o recém-criado controle DualShock, do PS1, o vilão era capaz de movimentar “telecineticamente” o joystick, após pedir para que o jogador o colocasse no chão. Manipulando a vibração, o controle poderia ir para a direita ou esquerda. Psycho Mantis também “lia a mente” dos jogadores após analisar o memory card e descobrir seus gostos e costumes nos jogos.

Esta é uma das interações mais criativas de todos os tempos e permitia ao jogador ficar ainda mais assustado com um inimigo que podia ler seus pensamentos.

Bowser (Toda a série Mario Bros)
20130723015533
Dizem que todo grande herói tem, necessariamente, um grande inimigo. E se o encanador Mario tem hoje o status de maior ícone do mundo dos games, certamente não é só pelo seu carisma, mas também pelos inimigos que enfrenta. Bowser é certamente o mais memóravel.

Bowser já tentou derrotar Mario de todas as maneiras possíveis, até mesmo em partidas de tênis e corridas de kart, e, desde os anos 1980, vem falhando miseravelmente. Mas, como todos sabemos, persistência é uma virtude.

Slenderman (Slender)
20130723015703
Slender é um jogo independente, gratuito e com um acabamento gráfico que deixa bastante a desejar e passaria completamente despercebido pelo mundo dos games se não fosse pelo seu antagonista, o monstro Slender, que virou meme por seu comportamento perturbador, seus braços longos e ausência de um rosto.

Seus padrões imprevisíveis também ajudam a confundir o jogador, que nunca sabe como e quando será atacado. De repente, pode-se dar de cara com a figura horripilante e uma tela cheia de estática. A mecânica de risco e recompensa também é inteligente. Vale mais a pena manter a luz acesa para cumprir seu objetivo mais facilmente, e também ser um alvo mais fácil para Slenderman, ou se manter escondido no escuro, mas com mais dificuldades no jogo?

Policial Frank Tenpenny (GTA San Andreas)
20130723020145
Se o jogo GTA San Andreas é um dos maiores sucessos comerciais da história dos videogames (o jogo mais vendido do console de mesa mais popular de todos os tempos), muito disso tem a ver com os seus personagens e suas motivações. E o grande motor da história é o policial corrupto Frank Tenpenny, inteligente, manipulador e sem nenhum escrúpulo: exatamente o tipo de personagem que instiga o sentimento de vingança.

O fato de ele ter sido dublado pelo ator Samuel L. Jackson, conhecido por inúmeros trabalhos no cinema como Pulp Fiction, Django Livre e Star Wars, acrescenta pontos importantes na representatividade de Tenpenny como um dos vilões mais memoráveis da história dos games.

Mecha-Hitler (Wolfenstein 3D)
20130723021019
Hitler é, sem sombra de dúvidas, o maior vilão da história e já fez aparições em inúmeros jogos com temática de Segunda Guerra Mundial, mas não quando Wolfenstein 3D foi lançado. Nos anos 1980, ainda não existiam jogos de tiro em primeira pessoa, e os desenvolvedores decidiram aproveitá-lo para transformá-lo em um ciborgue com uma ciber-armadura cheia de armas.

Ele pode não ter sido bem desenvolvido como personagem, e não ser exatamente um primor em design de games, mas é um Hitler robótico com uma metralhadora e isso basta como motivação para um jogador querer derrotá-lo. É mais do que suficiente para torná-lo um dos vilões mais memoráveis da história dos games.

Pyramid head (Silent Hill 2)

20130723021551
Toda a série Silent Hill ficou conhecida pela construção de um ambiente extremamente hostil e opressivo de terror psicológico para o jogador, que encarna o personagem principal. E toda essa atmosfera horrível se personifica, principalmente, em um grande antagonista: Pyramid Head.

Tudo nele é feito para deixar o jogador desconfortável: seu modo de andar, sua aparência desconcertante e os sons que emite são de deixar qualquer um arrepiado. E, por povoar tantos pesadelos de jogadores traumatizados, ele não será esquecido tão cedo. Mesmo que alguns preferissem assim.

Illusive Man (Mass Effect 2 e 3)
20130723021159
Um bom vilão não se limita a ser contra o protagonista; se ele realmente for bem construído, suas motivações podem até ser compreendidas e, quem sabe, balançar o jogador para o lado do mal. É o caso do Illusive Man, chefão da Cerberus.

Durante toda a trama do segundo jogo, você se questiona se a colaboração com o Illusive Man é justa e se a causa que ele defende é correta. E ao final do terceiro jogo, coloca uma dúvida ainda maior em sua cabeça. Isso é um bom desenvolvimento de personagens.

E ele ainda tem uma das salas mais incríveis do universo.

Sephiroth (Final Fantasy VII)
20130723022200
Se Final Fantasy VII chegou até os dias de hoje aclamado como uma das maiores tramas do mundo dos videogames, muito disso se deve ao antagonismo de Sephiroth, criado para ter uma aparência diametralmente oposta à do protagonista Cloud.

Sua ambição de se tornar um deus pode ser exagerada, mas, além de fazer sentido no contexto do jogo, o que seria dos games se não houvesse os megalomaníacos? Seu passado é bem construído e conduzido e seu presente traz reviravoltas suficientes a ponto de torná-lo um dos personagens mais incríveis da história.

Ganondorf (Zelda)
20130723022404
Zelda é uma das franquias de maior sucesso da história dos games e seus desenvolvedores conseguem apresentar um pouco mais do vilão Ganondorf a cada jogo, criando uma backgroud histórico enorme.

Seu objetivo é claro: acumular poder, artefatos e armas místicas para conseguir dominar o território de Hyrule e até mesmo o mundo. Ganon é manipulador, forte, inteligente e poderoso, e derrotá-lo torna a vitória ainda mais saborosa.

Tags:

About rodgames

Um jogador das antigas, que ainda continua na ativa no mundo dos videogames!

One response to “Relembre 10 vilões memoráveis dos games”

  1. Carlos Magno Cardoso Cantagalli says :

    Muito boa a matéria.

    Acredito que Lavos (o parasita alienigena de Chrono Trigger) merece ser lembrado tb

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: